Cedro Australiano
® Copyright 2012- Cedro consultoria e projetos ambientais
(37) 3331-3945
O cedro australiano Toona ciliata var. australis é uma espécie exótica, proveniente de várias regiões da Austrália. No Brasil não existe registro de ataques severos de doenças com danos econômicos à cultura, porém o cedro australiano está sujeito ao ataque de pragas como formigas cortadeiras, besouro serrador e erva de passarinho.
Atualmente esta espécie vem se destacando no segmento de madeira serrada em virtude do ciclo relativamente curto, boa produtividade de madeira e seu valor no mercado interno e externo.
É utilizado na fabricação de móveis finos, pisos laminados, portas e janelas, instrumentos musicais, na construção de navios e aviões, entre outros.

RAIO X
Solo: De preferência em solos com boa fertilidade, porém, pode ser cultivado em solos de cerrado com características arenosas, areno-argilosa, solos vermelhos, etc. desde que corretamente corrigidos.
Clima: Apresenta bom crescimento em regiões de 500 a 1500 m de altitude e com regime pluviométrico. de 800 a 1800 mm/ano.
Espaçamento recomendado: 3 x 2.
Corte: 12 a 17 anos após o plantio.
A idade ideal de corte do cedro é aos 15 anos, podendo ser antecipada ou adiada, dependendo das condições específicas do povoamento ou da necessidade do produtor.

MANEJO E LUCRATIVIDADE
Recomenda-se um manejo sistemático e outro seletivo ao longo do desenvolvimento da floresta. O primeiro (sistemático), após 5 anos de plantio onde são retiradas 660 árvores e o segundo (seletivo), após 9 anos sendo retiradas 600 árvores. As 400 árvores restantes serão cortadas no final do ciclo.
O custo aproximado de implantação, considerado ano zero é R$ 4.000,00/ha, sendo este valor formado pelo preparo da área, compra de insumos e mão de obra para plantio e adubações. As despesas ao longo de 15 anos somam a quantia aproximada de R$ 7.600,00/ha. Quando a árvore está pronta para o corte, seu cultivo rende uma média de 250 a 300 m3 de madeira/ha, dependendo das condições locais e nível tecnológico adotado; sendo o valor da madeira de melhor qualidade cotada em torno de R$ 850,00/m3.
Estima-se que 1 hectare de cedro australiano bem conduzido renda ao final do seu ciclo uma receita de R$ 255.000,00 através da comercialização de sua madeira e lenha retirada no primeiro desbaste.